Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra Influenza
© Marcello Casal JrAgência Brasil
Saúde

Vacinação contra a influenza começa nesta segunda no DF

Nesta primeira etapa devem ser vacinados idosos a partir de 60 anos


Publicado em 02 de Abril de 2022 às 17:10 Por Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil - Brasília (Ver Fonte)

Começa, na próxima segunda-feira (4), a 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza no Distrito Federal (DF). A meta para esta edição é vacinar, até 3 de junho, 90% de cada um dos grupos prioritários, entre as cerca de 1 milhão de pessoas consideradas como público-alvo.

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), nesta primeira etapa devem ser vacinados idosos a partir de 60 anos e trabalhadores da saúde. A segunda etapa, com previsão de ter início em 3 de maio, abrange os “demais grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde”. Essa etapa tem previsão de ser encerrada em 3 de junho.

Integram estes grupos prioritários crianças a partir de 6 meses até 5 anos; gestantes; puérperas; povos indígenas; professores do ensino básico e superior; pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema de privação de liberdade; e população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas.

“Como a campanha de vacinação contra a influenza coincidirá com a realização da vacinação contra a covid-19, a Secretaria de Saúde orienta que seja priorizada a administração da vacina de covid-19 para as crianças de 5 a 11 anos, que sejam do público-alvo”, informou, por meio de nota, o GDF. Nessas situações, complementa a nota, a orientação é respeitar o intervalo mínimo de 15 dias entre as vacinas para crianças de 5 a 11 anos. “Para adultos, não é mais necessário nenhum intervalo entre a vacina da covid-19 e os demais imunizantes”, acrescenta.

O DF recebeu 95.600 doses contra a influenza, o que corresponde a 20% do total dos grupos da primeira etapa. Segundo o governo local, o DF não atingiu a meta de cobertura vacinal estipulada para o ano passado. Ao todo, 1.048.225 doses contra a influenza foram administradas nas redes pública e privada.

“Desse total de doses aplicadas, 641.990 (61,3%) beneficiaram integrantes de algum dos grupos prioritários. Já o percentual de público-alvo vacinado foi de 67,4%, não atingindo a meta de 90% e sendo o menor dos últimos 10 anos”, informa o GDF.

Sintomas

O período de incubação do vírus da influenza é, geralmente, de dois dias, variando entre um e quatro dias. Entre os sintomas que costumam aparecer estão febre alta seguida de dores tanto muscular como na garganta e na cabeça, além de coriza e tosse. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Sintomas respiratórios como a tosse e outros tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar, informam as autoridades locais de saúde.

“A transmissão pode ocorrer por meio do contato direto ou indireto com as secreções respiratórias, pelo toque em superfícies contaminadas com o vírus da gripe e, em seguida, na mão, nos olhos, nariz ou boca”, complementam.

Edição: Aécio Amado