Torcedor do Athletico que perdeu a mão fala do acidente: "Poderia ter explodido na minha cara"
pr

Torcedor do Athletico que perdeu a mão fala do acidente: "Poderia ter explodido na minha cara"

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

O torcedor do Athletico Weslley Pontes, que perdeu a mão com um acidente com um sinalizador, acredita ter escapado de uma tragédia ainda maior. Ele deu uma entrevista exclusiva para a RPC e relatou o que aconteceu naquela tarde de terça-feira, antes do embarque do Furacão para a final da Copa do Brasil.

Weslley lembra que, pouco antes da explosão, olhou para a mão para ver por que a fumaça do sinalizador não estava saindo. Então, ergueu a mão, e houve a explosão.

- Poderia ter explodido na minha cara, e eu poderia ter morrido. Um segundo antes teria explodido na minha cara. Foi aquela explosão que acabou com todos os dedos da minha mão

Wesley fez 39 anos essa semana. Como estava internado, a família dele levou um bolo ao hospital para comemorar. Até este sábado, o atleticano continuava internado e sem previsão de alta, conforme informou a mãe de Wesley, Ana Maria Pontes. Ela contou que o filho já passou por duas cirurgias.

O acidente e um novo pedido ao Athletico

De acordo com a polícia um grupo de torcedores esperava o ônibus do time no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, quando Weslley, acendeu o artefato que acabou explodindo na mão dele.

- Eu quero agradecer o policial que fez o socorro. Salvou a minha vida - disse. Weslley foi socorrido no local, logo após a explosão, e encaminhado para o Hospital São José.

Antes da partida, Weslley pediu aos jogadores do Athletico para que garantissem a taça na final da Copa do Brasil – e foi o que aconteceu. O Furacão ganhou do Internacional, por 2 a 1, no Beira-Rio, e garantiu o título. Agora, ele dá outro recado aos jogadores:

- Galera, eu quero a Libertadores agora.

Após a conquista da Copa do Brasil, o meia-atacante Nikão, do Athletico, dedicou o título para Weslley Pontes e disse que espera encontrar o torcedor em algum momento.

- A gente pegou toda cena, foi muito feia. Queria dedicar esse título a ele. Espero encontrar com ele, combinar com vocês (imprensa) isso, e ajudar de alguma forma. É um momento difícil, solidarizamos com a situação dele - afirmou Nikão, em entrevista à RPC após a partida.

Vaquinha solidária

Uma torcedora do Internacional ficou comovida com a situação e criou uma vaquinha solidária para ajudar no tratamento de Weslley. A campanha foi abraçada por torcedores dos dois times.

Segundo a torcedora colorada Bruna Sganzerla, a ideia surgiu em um grupo de torcedores do Internacional nas redes sociais e foi colocada em prática por ela, por ser amiga do torcedor ferido.

De acordo com a mãe do torcedor atleticano, Ana Pontes, torcedores do Athletico entraram em contato com a família para oferecer ajuda, como próteses e tratamentos de fisioterapia.

A campanha nas redes sociais é para que os torcedores depositem as doações diretamente na conta da mãe de Wesley.

Mais notícias do esporte paranaense em globoesporte.com/pr