Pianista José Eduardo Martins revive em disco o romantismo da obra do compositor erudito Henrique Oswald
Blog do Mauro Ferreira

Pianista José Eduardo Martins revive em disco o romantismo da obra do compositor erudito Henrique Oswald

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

Filho de mãe italiana, o compositor e pianista Henrique Oswald (14 de outubro de 1952 – 9 de junho de 1931) nasceu e morreu na cidade do Rio de Janeiro (RJ), mas cresceu em São Paulo (SP) e desenvolveu a obra em Florença, na Itália, país onde viveu por décadas.

Na Europa, Oswald sobressaiu com obra reconhecidamente importante no universo da música clássica. Enquadrada na moldura romântica europeia do fim do século XIX e início do século XX, a multifacetada obra do compositor inclui peças para piano solo e temas para piano e violino.

É sobre essa vertente da obra que o pianista paulistano José Eduardo Martins põe foco no álbum O romantismo de Henrique Oswald (Selo Sesc), gravado pelo músico com a adesão do violinista belga Paul Klinck, com quem o pianista já tem disco gravado ao vivo em rádio da Bélgica, em 1995, e dedicado ao repertório do mesmo Henrique Oswald.

Com 24 faixas, o álbum O romantismo de Henrique Oswald inclui sete peças para piano e violino. As outras 17 são temas compostos por Oswald para piano solo. Entre estes temas, há En rêve, peça idílica, dedicada pelo autor à aluna e admiradora Leozinha Magalhães, primeira biógrafa do compositor.

Também admirador do artista, o pianista José Eduardo Martins estuda a obra de Henrique Oswald desde 1978, tendo lançado em 1995 um livro sobre a saga romântica deste compositor inicialmente mais cultuado na Europa do que no Brasil.