Mortal Kombat: cinco curiosidades sobre o cenário competitivo do jogo
Esports

Mortal Kombat: cinco curiosidades sobre o cenário competitivo do jogo

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

A franquia Mortal Kombat já aparece nos esports há alguns anos, e atualmente, seu cenário competitivo vive um de seus melhores momentos, com torneios internacionais e premiações milionárias. A ascensão começou com Mortal Kombat 9 em 2011, game que colocou a franquia da NetherRealm Studios (NRS) em um novo caminho. O último lançamento, Mortal Kombat 11, faz muito sucesso entre jogadores casuais, crescendo cada vez mais nos esports. Confira, a seguir, curiosidades sobre o cenário competitivo do jogo de luta.

Mortal Kombat: lista traz os personagens mais bizarros da franquia

Torneio com a maior premiação

Até o momento, a competição da franquia Mortal Kombat que mais premiou foi a terceira temporada da ESL Pro League de Mortal Kombat X. O torneio aconteceu no dia 11 de junho de 2016 e distribuiu um total de US$ 200 mil (cerca de R$ 800 mil) em prêmios. O campeão do campeonato foi o norte-americano Dominique "SonicFox" Maclean, que venceu o britânico Denom "A Foxy Grampa" Jones na grande final e levou para casa a premiação de US$ 75 mil (cerca de R$ 300 mil).

Brasileiro fazendo história

A maior conquista do Brasil na franquia Mortal Kombat veio em 2018 em um evento Combo Breaker. O brasileiro Bruno "KillerXinok" Souza fez história no torneio de Mortal Kombat XL em Illinois, nos Estados Unidos. Mesmo enfrentando jogadores renomados no cenário competitivo do game, como Sayed "Tekken Master" Ahmed e Curtis "Rewind" McCall, KillerXinok abriu o caminho até a grande final, quando enfrentou o norte-americano Brad "Scar" Vaughn. Em uma série melhor de cinco partidas (MD5), o brasileiro venceu por 3 a 2 e se sagrou campeão do Combo Breaker 2018.

A influência de Ultimate Mortal Kombat 3

Ultimate Mortal Kombat 3, uma versão melhorada de Mortal Kombat 3, lançado em 1995, é amplamente conhecido como o game mais competitivo entre as edições mais antigas da franquia. Com novas mecânicas e opções para combos, UMK3 influenciou toda a série de jogos de MK e formou uma cena competitiva que, embora pequena, segue viva até os dias de hoje.

Brasil, República Dominicana e Estados Unidos são exemplos de países que ainda contam jogadores que mantém o jogo vivo, tanto de forma online como presencial. Nos EUA, por sinal, jogadores famosos como Christopher "NYChrisG" Gonzalez e Giuseppe "REO" G. costumam prestigiar torneios de UMK3 que acontecem de forma secundária em eventos de jogos de luta nos dias de hoje.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A versão que mudou os rumos da franquia

Levando em consideração as competições, a franquia Mortal Kombat nunca teve grande destaque quando comparamos com outros jogos de luta, como Street Fighter e Tekken. Porém, o lançamento de Mortal Kombat (2011), conhecido como Mortal Kombat 9 por ser o nono game da franquia, foi um sucesso entre os fãs do gênero e colocou o game dentro dos principais eventos de jogos do gênerio.

MK9 retorna ao estilo 2D, que consagrou a franquia antigamente, ao bom sistema de combos e às atualizações que visaram buscar um melhor balanceamento no game e torná-lo o mais competitivo possível. Como resultado, a franquia começou a se destacar no cenário de jogos de luta e fez sua estreia na Evolution Championship Series (EVO) em 2011. A fórmula se repetiu com Mortal Kombat X e Mortal Kombat 11.

O jogador mais dominante

Dominique "SonicFox" Maclean é o maior nome do cenário competitivo da franquia MK. Em Mortal Kombat X, SonicFox foi dominante do início ao fim do período competitivo do game, e se destacou com os títulos da EVO 2015 e 2016, e também das três temporadas da ESL MKX Pro League. Esse domínio em torneios Major e em competições menores rendeu US$ 250 mil (cerca de R$ 1 milhão) em prêmios para o atleta.

Em Mortal Kombat 11, SonicFox já mostra sua força. Apesar da perda do título no Combo Breaker 2019 para Brad "Scar" Vaughn, o norte-americano já tem em seu currículo o título do Summit of Time, do CEO 2019 e da EVO 2019. O atleta é o jogador que mais lucrou com MK11 até o momento, e já mostra que tem tudo para seguir um caminho semelhante ao trilhado em MKX.

Qual o seu game de luta preferido? Comente no Fórum TechTudo

Via Esports Earnings, Eventhubs, Egb, Shoryuken, Gamesradar e Testyourmight