Missão espacial tripulada da SpaceX parece 'cada vez mais difícil' em 2019, diz executivo
Ciência e Saúde

Missão espacial tripulada da SpaceX parece 'cada vez mais difícil' em 2019, diz executivo

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

Hans Koenigsmann, executivo da SpaceX, disse nesta segunda-feira (15) que o plano de enviar seres humanos para o espaço em 2019 parece "cada vez mais difícil". A companhia investiga os motivos da explosão de uma das cápsulas Crew Dragon durante um teste na Força Aérea da Flórida. O incidente ocorreu pouco antes do lançamento de oito unidades de emergência criadas para transportar a tripulação em segurança em caso de falha técnica.

A Crew Dragon foi encarregada no início deste ano para transportar astronautas dos Estados Unidos para Estação Espacial Internacional. Essa seria a primeira missão tripulada em julho, embora a data tenha sido adiada para novembro após a explosão e algumas outras falhas no desenvolvimento do veículo.

"Estou bem otimista neste momento por que temos um bom caminho pela frente", disse Hans Koenigsmann, vice-presidente de Construção e Confiança de Voo da SpaceX em entrevista coletiva.

"Mas como eu disse, ainda não estamos completamente prontos. Minha ênfase é realmente em tornar isso seguro... Até o final deste ano, eu não acho que seja impossível, mas está ficando cada vez mais difícil".

A SpaceX esclareceu que a investigação do acidente aponta para um vazamento de uma válvula que pode ter causado a explosão.

A agência espacial americana (Nasa) está pagando 2,6 bilhões de dólares à SpaceX e 4,2 bilhões de dólares à Boeing para construção de sistemas de foguetes e de lançamentos de cápsulas para levar astronautas de volta à Estação Espacial Internacional a partir de solo norte-americano pela primeira vez desde o fim do programa americano de ônibus espaciais, em 2011.