Internacional

Governo uruguaio vai anunciar novas medidas para evitar desabastecimento

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, e a sua equipe, estão trabalhando em um novo pacote de medidas para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Nos próximos dias, devem ser divulgadas medidas para garantir a logística de produção e distribuição de alimentos, principalmente para os setores mais pobres da sociedade.


Entre elas, a criação de abrigos e reforço dos planos de alimentação para pessoas em situação de rua, além de um bônus no cartão Uruguai Social, o TUS. Este benefício é uma transferência de renda concedida a famílias em situação de extrema vulnerabilidade.


Os valores variam de acordo com o número de menores de idade que vivem na casa, podendo ir, em moeda local, de R$ 135 a cerca de R$ 725. Os beneficiários do TUS receberão uma mensalidade a mais, em duas parcelas, a serem pagas no final de março e de abril.


A equipe econômica também deve anunciar mais medidas para suavizar o impacto para pequenas e médias empresas. Entre as empresas consultadas, 90% delas afirmaram que seus níveis de venda já caíram após a chegada do novo coronavírus no país. Dois terços delas (66%) disseram que as quedas foram muito acentuadas. E seis de cada dez empresas tiveram que reduzir o número de empregados.


Na semana passada, o governo anunciou um regime especial de seguro-desemprego, flexibilizado para todos os setores. Desta forma, permite que os empregadores enviem funcionários ao seguro-desemprego por apenas um mês, ou que a empresa tenha uma redução horária e que as horas restantes sejam pagas pelo governo.


Até o momento, o Uruguai tem 217 casos de contaminações pela Covid-19. Quatro pessoas estão em terapia intensiva (UTI).