Educação

Governo do DF estuda oferta de ensino a distância para anos finais do fundamental e ensino médio

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

De olho no alerta de pandemia do coronavírus, o governo Ibaneis Rocha divulgou, em vídeo, nas redes sociais, medidas na área educacional, como a interrupção temporária do passe livre estudantil e a criação do Bolsa Alimentação Escolar Emergencial para estudantes de baixa renda, para complementação alimentar.

 

Além dessas medidas, no dia 19, o GDF publicou decreto que prorrogou a suspensão das aulas até o dia 5 de abril. As aulas estão suspensas desde o dia 16 de março.

 

A previsão é que as aulas recomecem em 6 de abril, mas o período de suspensão pode ser prologando, isso vai depender do cenário da evolução do coronavírus.

 

Por isso, profissionais das áreas técnicas da rede pública de ensino do DF deram início ao planejamento de metologias alternativas às aulas presenciais, que podem ocorrer de duas formas: estuda-se a viabilidade de ofertar ensino a distância para os anos finais do ensino fundamental e para o ensino médio.

 

E as equipes também trabalham cenários de reposição dos dias letivos.