Free Fire e Clash Royale: cinco curiosidades sobre o competitivo mobile
Esports

Free Fire e Clash Royale: cinco curiosidades sobre o competitivo mobile

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

O cenário competitivo de games para celulares está crescendo em vários países do mundo, inclusive no Brasil. Jogos mobile, como Free Fire Battlegrounds, PUBG Mobile, Clash Royale e Arena of Valor, vêm se destacando com grandes torneios e premiações, se aproximando de nomes tradicionais dos esportes eletrônicos. Confira, a seguir, curiosidades da cena de jogos para smartphone, desde o crescimento da audiência do competitivo até os destaques brasileiros no gênero.

Free Fire e PUBG Mobile são os Battle Royales mais baixados no Brasil

Jogo que mais premiou

Honor of Kings, também conhecido como Arena of Valor em sua versão ocidental, é o jogo mobile que mais premiou até o momento. Segundo o Esports Earnings, o MOBA da Tencent distribuiu mais de US$ 11 milhões (cerca de R$ 43 milhões) em prêmios em competições realizadas desde 2017. O destaque vai para a Honor of Kings World Champion Cup 2019, que deu mais de US$ 2 milhões (R$ 8 milhões) em premiação total.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O pioneiro

No início dos jogos mobile, Vainglory apareceu como uma espécie de pioneiro. Lançado em 2014, o MOBA da Super Evil Megacorp não foi o primeiro do gênero para mobile, mas o que conseguiu chamar a atenção da comunidade e começar a construir um cenário competitivo. Em 2015, Vainglory já contava com torneios em parceria com a ESL e também com a OGN na Coreia do Sul.

Em setembro do mesmo ano, ocorreu a Vainglory Premiere League, com participação de quatro diferentes regiões e uma premiação de US$ 80 mil (cerca de R$ 319 mil). O evento foi um sucesso e chamou a atenção de mais jogadores e organizações de esports famosas. Apesar de tudo, a desenvolvedora não conseguiu manter o mesmo ritmo e acabou perdendo espaço para outros MOBAs nos anos seguintes, como o próprio Arena of Valor e o Mobile Legends.

Jogador que mais lucrou

Como esperado, o jogador que mais faturou em games mobile é um competidor de Honor of Kings. O jogador chinês "Cat" lucrou mais de US$ 447 mil (cerca de R$ 1,7 milhão) em apenas dois torneios que participou. O primeiro foi o Honor of Kings Champion Cup Summer 2018, taça conquistada quando ele atuava pela equipe da Qiao Gu Reapers, ou simplesmente QG Happy.

O segundo, e mais lucrativo, foi o Honor of Kings World Champion Cup 2019, campeonato que teve sua grande final realizada recentemente, no dia 10 de agosto. Cat atuou pela equipe eStar Pro e conseguiu se sagrar bicampeão da competição.

Free Fire já foi processado pelo PUBG? Entenda no Fórum do TechTudo

Jogo mobile com maior audiência

Levando em consideração os dados da Twitch, YouTube e Facebook divulgados pelo portal Esports Charts, Free Fire é o game mobile que mais quebrou recordes de audiência. A primeira prova da força do Battle Royale da Garena foi a Free Fire World Cup, que teve uma média aproximada de 630 mil espectadores e pico de mais de 1 milhão.

Recentemente, na Free Fire Pro League Brazil Season 3, a audiência chegou a um pico de mais de 811 mil espectadores. O torneio foi o segundo mais assistido do mês de julho de 2019, superando o mundial de Arena of Valor e perdendo apenas para a Fortnite World Cup.

Brasileiros no cenário de jogos mobile

Brasileiros têm conquistado posições de destaque no cenário competitivo de jogos mobile nos últimos anos. Em Vainglory, o Brasil foi representado nos mundias de 2016 e 2017 pela RED Canids e paiN Gaming, respectivamente. Em competição de Clash Royale, a paiN Gaming, com três brasileiros e um espanhol na line up, apareceu recentemente no Top 7 da Clash Royale League West 2019. O país também conta com os melhores jogadores latino-americanos de Arena of Valor, com destaque para Maick “NoMercy” Barbosa, vencedor do Prêmio eSports Brasil 2018 na categoria mobile.

A maior participação de destaque do Brasil foi na Free Fire World Cup 2019. O país foi representado pela RED Canids e pela GPS Veteranos, que hoje é Vivo Keyd. As equipes não conquistaram o título, mas o brasileiro Ariano "Kronos" Ferreira, da GPS Veteranos, conquistou o MVP da competição, sendo assim o melhor jogador do mundo de Free Fire.

Via Esports Earnings, Esports Charts, Dot Esports, Hybrid e Esports Observer