Tecnologia

Estudo da Fiocruz aponta que Brasil precisa de medidas de gestão efetivas para enfrentar Covid-19

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

Um estudo feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que o Brasil precisa adotar imediatamente medidas de gestão e governança mais efetivas no enfrentamento do novo coronavírus. Elaborado pela equipe do Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde, o relatório técnico analisou decretos que determinaram isolamento social e outras medidas adotadas pelos estados brasileiros durante um mês. O objetivo é oferecer elementos para fortalecer as capacidades de preparação, prontidão e resposta do SUS.

 

O coordenador do estudo, o pesquisador Carlos Machado de Freitas, afirma que o país demorou a adotar uma resposta à situação. Freitas avalia que, no final de fevereiro, já se sabia das experiências de países com o vírus, situações dramáticas como as da Itália e Espanha, mas, como o relatório mostra, os primeiros decretos estaduais de resposta só começam a ser publicados a partir do dia 13 de março.

 

Dentre as conclusões do estudo, uma das principais é que a adoção de ações coordenadas são urgentes. O pesquisador destaca que não há um consenso nacional sobre as medidas, o que vem comprometendo as respostas à pandemia.

 

Carlos Machado de Freitas aponta ainda que algumas medidas adotadas de forma descoordenada e isolada não tiveram o resultado esperado e algumas até tiveram o efeito oposto.

 

O coordenador do estudo, Carlos Machado Freitas, conclui que o país não tem mais opção senão a de fazer essa gestão mais coordenada e solidária com a participação das autoridades dos diversos níveis, para não prolongar o sofrimento da população e o impacto da crise.