Economia

Crivella pede liberação do FGTS de trabalhadores atingidos pela crise do coronavírus

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, fez um apelo ao governo federal  para que libere o FGTS de trabalhadores que mais sofrem financeiramente com o impacto da crise do novo coronavírus.

 

O prefeito informou que  vai conversar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta sexta-feira (27) para reforçar o pedido.  A proposta é que motoristas de ônibus  e profissionais autônomos, como taxistas, ambulantes e produtores culturais, que vivem da arte nas ruas, possam fazer o saque, caso tenham direito.   A declaração foi na tarde desta quinta-feira durante serviço de desinfecção  nos trens da Central do Brasil. 

 

Mlitares das Forças Armadas  aspergiram uma solução que mata o coronavírus nos vagões dos trens da Supervia. Crivella voltou a pedir à população que siga as orientações e permaneça em afastamento social. Ele afirmou que em 15 dias as medidas de restrição poderão ser revistas aos poucos, caso o ritmo de contágio diminua. Segundo Crivella, para minimizar o impacto na economia, o prefeito lembrou que lojas de conveniência em postos de gasolina e de material de construção vão reabrir a partir desta sexta-feira.