Choro em família! Meligeni dá ouro de 2003 à sobrinha que vai ao Pan: "Precisa de uma irmã"
jogos pan-americanos

Choro em família! Meligeni dá ouro de 2003 à sobrinha que vai ao Pan: "Precisa de uma irmã"

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

Está tudo em família. Carolina Alves Meligeni, o tio Fernando e a medalha de campeão do Pan de Santo Domingo. Mas o ouro de 2003 está precisando de uma irmã. Quem avisa é o próprio dono, que a conquistou há 16 anos na República Dominicana e, agora, vê a sobrinha, de 23 anos, embarcando para Lima, no Peru.

- Ela está precisando de uma irmã, então eu vou botar aqui (no pescoço de Carol). E a senhorita faça o favor, sem pressão nenhuma, de trazer uma irmã – brincou Fernando Meligeni, na série “Encontros do Pan”, do Sportv News.

Meligeni foi campeão do Pan em 2003 na sua última partida como profissional, ao bater na final o chileno Marcelo Rios, ex-número 1 do mundo. Aqueles foram os únicos Jogos Pan-Americanos do brasileiro ex-25 do ranking mundial. Hoje 325 do mundo, Carol vai disputar seu primeiro Pan. O evento que acontece entre 26 de julho e 11 de agosto terá transmissão do Sportv. Emocionada, ela falou da responsabilidade de representar o Brasil e a família na capital peruana.

- Que responsa! Que responsa, nossa... Eu nunca lembro de ter visto (a medalha) assim tão perto. Que louco... Caiu bem? – responde, ao tio, com o ouro no peito.

- Tá faltando um ponto pra você estourar dentro da sua carreira. E eu vejo que pode ser no Pan. Aproveite uma competição que você tem tanta vontade, tanta força, porque você está pronta para esse seu objetivo – diz Meligeni.

- É muito louco, tipo mesma família, uma pessoa que representou tanto para o esporte, ganhou um ouro e, depois de anos, eu ter a chance de participar da mesma competição. E agora, no meio de uma entrevista, do nada, a medalha está em mim. É muito especial, muito especial – conclui Carol, com as lágrimas no rosto sendo acolhidas pelo tio como quem segura uma medalha no pódio.