cano, fluminense, carioca
© Mailson Santana/Fluminense FC/Direitos Reservados
Esportes

Após conquista do Carioca, Cano diz que é hora de olhar para a frente

Atacante argentino fala da expectativa para estreia na Sul-Americana


Publicado em 04 de Abril de 2022 às 18:23 Por Agência Brasil - Rio de Janeiro (Ver Fonte)

Um dos destaques do Fluminense na campanha do título do Campeonato Carioca, o atacante Germán Cano afirmou nesta segunda-feira (4), em entrevista coletiva, que agora é hora de olhar para a frente, para a busca de títulos como o da Copa Sul-Americana, competição na qual a equipe das Laranjeiras estreia na próxima quarta-feira (6).

O argentino brilhou nas finais contra o Flamengo marcando três gols nos confrontos (dois na vitória de 2 a 0 da última quarta, e um no empate por 1 a 1 do último sábado). Com isso ele se tornou o artilheiro tricolor na competição, com sete gols.

“Temos que ficar ligados no próximo jogo, o Campeonato Carioca já passou, já comemoramos, agora é trabalhar, pois não temos tempo. Temos que ficar ligados para quarta [quando o Fluminense pega o Oriente Petrolero, da Bolívia], fazer nosso melhor para ganhar o jogo”, afirmou Cano.

E o argentino, que assumiu a condição de atacante de referência titular do time das Laranjeiras, também expressou a confiança de que o Fluminense pode fazer uma boa campanha na competição sul-americana, quem sabe até conquistando o título: “Acho que o Fluminense pode chegar muito longe. O time trabalha para continuar ganhando. Estamos trabalhando para montar o time que joga na quarta [...]. O time está com muita confiança. Acredito que o Fluminense brigará muito na Sul-Americana, pois queremos esta taça também”.

Na entrevista o jogador também falou da febre que se tornou a sua comemoração de gols (o argentino faz a letra L com a mão, uma referência ao nome do seu filho Lorenzo): “Ontem estava chegando em casa, e o meu segurança viu que estava entrando e começou a fazer o L também. Eu não tenho noção da amplitude disso, todo mundo está fazendo o L [...]. Para mim é muito importante sentir esse carinho […]. Isso é um símbolo muito importante para mim, pois é um símbolo do meu filho e acho que ficará marcado”.

Edição: Fábio Lisboa