The King of Fighters: veja curiosidades do game fenômeno dos arcades
Jogos de luta

The King of Fighters: veja curiosidades do game fenômeno dos arcades

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

The King of Fighters é uma das séries de luta mais lembradas entre o público brasileiro por uma série de fatores. Os jogos da franquia da SNK tinham vários atrativos para o nosso território, como personagens nacionais, tradução para nosso idioma e as máquinas bem populares em vários estabelecimentos. Tudo isso ajudou para que a série se tornasse uma lenda nos fliperamas e até hoje seja lembrado como um fenômeno. Confira algumas curiosidades da franquia The King of Fighters:

SNK revela The King of Fighters XV e novos DLCs de Samurai Shodown

Personagens brasileiros

The King of Fighters já teve um bom elenco de personagens brasileiros em sua trajetória. Entre eles temos a guerreira Leona, o veterano capoeirista Richard Meyer e alguns mais recentes, como o ninja Bandeiras Hattori e o boxeador de braço biônico Nelson. Porém, no início, jogadores pensavam que havia ainda mais deles, pois tinham certeza que Heidern, Ralf e Clarke também eram lutadores originários do Brasil. Toda a confusão acontecia porque eles estavam no "Brazil Team" de The King of Fighters '94, o que nos leva a uma outra curiosidade.

Brazil Team sem Brasil

Em The King of Fighters '94 os times de lutadores eram divididos por países e um deles era chamado de "Brazil Team" com Heidern, Ralf e Clarke. No entanto, nenhum desses personagens é brasileiro, eles apenas atuavam na Amazônia e por isso ganharam esse nome. Posteriormente eles viraram o "Ikari Team" (como no game Ikari Warriors) e ironicamente até receberam sua primeira integrante brasileira: Leona.

Um dos primeiros crossovers dos games

Atualmente jogos como Marvel vs. Capcom e a série Super Smash Bros. oferecem crossovers realmente impressionantes para o mundo dos jogos, porém, eles devem muito ao fator histórico de The King of Fighters. A série da SNK foi a primeira a usar a ideia de um game de luta crossover com personagens de diferentes jogos quando lançou The King of Fighters '94. Outras franquias chegaram a se enfrentar ou juntar forças em games, mas nunca até então em um jogo de combate direto.

Personagens "possuídos"

Em The King of Fighters '97 alguns personagens apareceram com formas estranhas, poderosas e violentas. Rapidamente eles foram apelidados de "possuídos" pelo público brasileiro. No entanto, a razão de suas formas e super força estava no fato de que eles são descendentes dos devotos do deus Orochi, vilão deste capítulo do game. Os personagens que mais passavam a impressão de possuídos eram Iori e Leona, os quais diferentes de Shermie, Chris e Yashiro, foram despertados por um ritual contra sua vontade e por isso perdem o controle.

Quase um Beat'em Up

Antes de The King of Fighters '94 começar sua produção para se tornar o jogo que conhecemos, o projeto chegou a ser iniciado como um Beat'em Up. O jogo se chamaria Survivor e seria no mesmo estilo de games como Streets of Rage ou Final Fight. Ele também contaria apenas com personagens de Fatal Fury e Art of Fighting. Como o projeto não deu certo, ele foi retrabalhado em um game de luta.

Tradução para o português

Nos anos 90 era raro encontrar um jogo traduzido para o português, no entanto, os games da série The King of Fighters muitas vezes chegavam aos fliperamas em nosso idioma. Isso não quer dizer que eram boas traduções, elas costumavam contar com alguns erros terríveis, mas ainda assim era um dos fatores que ajudou na popularização da série no Brasil.

O primeiro The King of Fighters

Normalmente ao se pensar no primeiro The King of Fighters jogadores se voltam para o primeiro game da série, The King of Fighters '94, porém esta não foi sua primeira edição. O torneio "The King of Fighters" em si começou ainda dentro da franquia Fatal Fury, cujo primeiro game se chamava Fatal Fury: The King of Fighters, título que influenciou a criação da franquia.

Personagens de jogos inusitados

Para uma empresa que fazia jogos de luta como a SNK era óbvio utilizar personagens que ela já possuía como os lutadores de Fatal Fury e Art of Fighting. No entanto, uma decisão curiosa foi adicionar personagens de jogos da empresa que não tinham nada a ver com luta, como Ralf e Clark de Ikari Warriors ou Athena de Psycho Soldier.

Linha do tempo própria

Uma coisa que poucos jogadores sabem é que The King of Fighters tem sua própria linha do tempo dentro do universo da SNK. Isso foi necessário principalmente porque o game Art of Fighting se passa mais de 10 anos antes de Fatal Fury e não seria interessante ter versões envelhecidas de Ryo, Robert ou Yuri para respeitar a cronologia dos respectivos jogos.

O design original de Orochi

O grande vilão de The King of Fighters '97 é o deus Orochi, que ressuscita no corpo do lutador Chris. Uma coisa que poucas pessoas sabem no entanto é que em seu design original, Orochi apareceria completamente nu, envolto em luz para cobrir algumas partes e com uma bola de energia que utilizaria para desferir ataques. Os produtores acabaram por mudar o design para algo mais contido.

Qual o seu jogo de luta preferido? Comente no Fórum do TechTudo.