Justiça

Suspeito de chefiar milícia no Rio, ex-policial do Bope é morto na Bahia

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

Ex-policial do Bope do Rio de Janeiro e apontado como chefe de milícia, Adriano da Nóbrega foi morto neste domingo (9), no município de Esplanada, na Bahia.

 

Foragido da Justiça, Adriano teria entrado em confronto com os policiais que o localizaram em um imóvel na zona rural do município.

 

Segundo nota divulgada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia, o ex-policial estava sendo monitorado pelas equipes da Superintendência de Inteligência do Estado.

 

Ainda segundo o comunicado, no momento do mandado de prisão, Adriano teria resistido com disparos e terminou ferido.

 

O ex-policial teria sido levado para um hospital da região mas não resistiu. Foi encontrada com ele uma pistola austríaca calibre 9 milímetros e, na casa onde estava, outras três armas.

 

A nota da Secretaria de Segurança Pública da Bahia informa que Adriano é investigado por envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco, do Psol, e do motorista Anderson Gomes, crime que está prestes a completar dois anos.

 

Ele é apontado como chefe da milícia chamada de Escritório do Crime, grupo suspeito de ter relação com o assassinato da vereadora.

 

A Polícia Civil do Rio também divulgou uma nota que relata a operação conjunta e destaca que Adriano é investigado por diversos homicídios e era um dos criminosos mais procurados do Rio.

 

Segundo o comunicado, ele vinha sendo investigado pela área de inteligência da polícia e pelo Ministério Público do Estado do Rio há cerca de um ano.