Saúde

Quarentena será prorrogada no DF até o fim da Semana Santa, diz governador

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

A quarentena no Distrito Federal, que deveria terminar no próximo domingo, dia 5, será prorrogada pelo menos até o final da Semana Santa, no dia 13 de abril. A informação foi confirmada pelo governador da capital do país, Ibaneis Rocha, durante entrevista à rádio CBN. O áudio foi disponibilizado pela Secretaria de Governo.


“Nós devemos prorrogar até o final da Semana Santa, por volta de segunda-feira, um período em que vamos fazer uma análise geral, junto com órgãos internacionais, com o Ministério da Saúde, sobre a evolução. O que indica o Ministério da Saúde é que o pico dessa crise deve ocorrer no final de abril, início de maio”.


O DF foi a primeira unidade da federação a fechar escolas, faculdades e universidades, no dia 12 de março, para evitar a disseminação do novo coronavírus. Com essa nova prorrogação, o DF terá, pelo menos, um mês de medidas de isolamento que incluem fechamento do comércio, bancos e restaurantes. Os moradores estão divididos.


“Eu acho necessário prorrogar a quarentena não só em Brasília, mas no Brasil, pois é o melhor meio de evitar a proliferação do vírus.


“É preocupante, não tenho opinião formada. Procuro ver os dois lados, do pessoal que está parado em casa sem poder lutar pelo pão de cada dia”.


“Acho importante, porque a prorrogação é uma medida sanitária necessária”.


No dia 12 de março, quando o governo suspendeu as aulas, o Distrito Federal tinha dois casos confirmados da Covid-19 e 76 em investigação. Agora, já são 333 confirmados e três mortes. O hospital de Base o da Asa Norte são os de referência para tratar esses pacientes. E um hospital de campanha está sendo construído no estádio Mané Garrincha, com 200 leitos, para tratar contaminados pelo coronavírus.