Educação

Pelas redes sociais, Bolsonaro diz que livros didáticos serão mais baratos e sem ideologia

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

O presidente Jair Bolsonaro tuitou neste domingo (12) um vídeo do ministro da Educação, Abraham Weintraub, com informações sobre os livros didáticos das escolas públicas.

 

No vídeo, o ministro explica que o governo desembolsa anualmente cerca de 2 bilhões de reais para distribuir 165 milhões de livros didáticos. O ministro diz que o investimento é importante, mas que não vai ter ideologia e não é para doutrinar.


No tuíte, o presidente Bolsonaro reforça que o livro didático em seu governo vai ser mais barato, e sem política ou ideologia de gênero. Os livros que serão distribuídos em 2020 foram elaborados segundo edital lançado durante governo do ex-presidente Michel Temer (MDB). O edital seguiu as normas da ABNCC, a Base Nacional Comum Curricular, também aprovada no governo Temer.


O governo já prepara mudanças nos materiais didáticos. No último dia 6 foi publicado no Diário Oficial da União o edital de um concurso de desenho da bandeira nacional para ser usado como capa nos novos livros didáticos distribuídos pelo PNLD, o Programa Nacional do Livro e Material Didático.


O PNLD é um programa criado em 1985, e estabelece que comissões formadas por pesquisadores e professores de cada área escolham os livros que ficarão à disposição dos professores das escolas públicas do país. A escolha dos livros cabe a cada professor, e o material é adquirido pelo governo e entregue diretamente nas escolas, em uma logística de distribuição que conta com a parceria dos Correios.


O presidente da República está de férias em uma reserva militar que fica em Guarujá, cidade no litoral sul de São Paulo.