Justiça

Paciente com coronavírus no DF pede na Justiça para sair de isolamento

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

A primeira paciente diagnosticada com coronavírus em Brasília continua em estado grave.

 

De acordo com o boletim médico, a mulher, de 52 anos, internada na UTI do Hospital Regional da Asa Norte, permanece sedada.

 

A paciente teve uma leve melhora em relação à última avaliação médica e não apresenta quadro febril.

 

A paciente voltou de uma viagem à Europa no dia 26 de fevereiro acompanhada do marido. No último dia 10 de março, o marido dessa paciente foi obrigado pela justiça a realizar o teste e ficar em isolamento.

 

O resultado do exame deu positivo. Ele agora pede a liberação para voltar ao convívio familiar como explica a advogada Cláudia Rocha.

 

O Ministério de Saúde recomenda o isolamento domiciliar por 7 dias à qualquer pessoa que volte de viagem internacional, mesmo sem sintomas.

 

No caso de surgimento de sintomas como falta de ar ou febre com tosse, o isolamento deve ser de 14 dias. 

 

De acordo com o plano de contingência traçado pela Secretaria de Saúde do DF, pacientes com suspeita de coronavírus provenientes de vôos internacionais ou domésticos deverão ser acolhidos em sala isolada no Aeroporto Internacional de Brasília.

 

Serão coletadas amostras para exames e a pessoa será removida pelo Corpo de Bombeiros até o Hospital de Base, onde será avaliada.