O raro mapa múndi do século 17 encontrado por acaso em uma loja de caridade
Olha que legal

O raro mapa múndi do século 17 encontrado por acaso em uma loja de caridade

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

Um mapa do século 17 descoberto em "péssimo estado" em um bazar de caridade foi vendido por 3.500 libras (cerca de R$ 17.500) em um leilão em Wiltshire, condado na região sudoeste da Inglaterra.

O mapa múndi, que mostra o Estado americano da Califórnia como se fosse uma ilha, foi encontrado "ensopado" pelos funcionários de um bazar da organização de caridade Oxfam, em Londres. Ele estava dentro de uma moldura de quadro quebrada.

Depois de secá-lo com uma toalha, um avaliador do bazar percebeu que o objeto era uma peça rara do renomado fabricante de mapas John Speed (1552-1629).

Esperava-se que seu valor no leilão atingisse cerca 600 libras (R$ 2.400), mas ele acabou sendo vendido por muito mais que isso na loja Woolley and Wallis, nesta terça-feira (2/10).

A avaliadora da Oxfam, Shelley Hitch, disse que o mapa estava em "um estado tão surrado" e com tantas manchas de umidade que poderia facilmente ter sido jogado fora sem que ninguém percebesse seu valor.

"Felizmente, nossa equipe reconheceu o potencial histórico do mapa quando ele foi encontrado", disse ela.

"A maneira cuidadosa em que o mapa foi secado fez com que, apesar do estado em que ele foi encontrado, seu valor aumentasse bastante", diz Hitch.

Intitulado "Um novo e preciso mapa múndi", o mapa data de cerca de 1626 e foi um dos últimos grandes projetos de John Speed ​​antes de sua morte, em 1629.

O mapa foi vendido a um comprador dos Estados Unidos.

"Este é um mapa raro e altamente desejável para os colecionadores", disse o especialista em arte Mark Yuan-Richards. "O fato de o litoral norte-americano ser impreciso em relação ao que conhecemos hoje fornece uma visão fascinante de como a cartografia se desenvolveu através da exploração e do estabelecimento de rotas comerciais".

Nascido em Cheshire, na Inglaterra, John Speed ​​começou a vida como alfaiate, seguindo os passos do pai, e só se voltou para a cartografia relativamente tarde na vida.

Seus talentos impressionaram a rainha Elizabeth 1ª, que concedeu a ele o uso de uma sala na Alfândega britânica para seu trabalho. Seus mapas continuaram a formar a base de todos os mapas múndi até meados do século 18.