Idosos participam de atividades no Parque da Cidade (DF) em comemoração ao Dia Internacional do Idoso

Idosos participam de atividades no Parque da Cidade (DF) em comemoração ao Dia Internacional do Idoso

Cultura

Negócios para a terceira idade: um mercado em ascensão

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

O Sem Censura debate oportunidades de negócios voltadas aos idosos: turismo, lazer, cultura, gastronomia, práticas esportivas. Há uma série de atividades na agenda da chamada terceira idade, cada vez vivendo mais anos.

No Brasil, o IBGE indica que existem mais de 20 milhões de idosos. Em 1990, eram apenas 10 milhões. Grande parte dessas pessoas envelhece com mais saúde do que antigamente. Hoje, a expectativa é que o brasileiro viva até os 76 anos e, em 2050, passe de 80 anos.

Por isso, os economistas acreditam que os negócios voltados aos idosos são um mercado promissor. Os empreendedores que apostarem nele tem chances de sucesso.  É o caso do professor de educação física Flávio Palermo, gerente-geral de uma academia adaptada para a terceira idade. Segundo ele, metade do faturamento vem deste espaço, o que faz do público mais velho um nicho lucrativo. 

Mas as oportunidades não existem apenas nos ramos da saúde e medicina. Pequenas e microempresas podem encontrar outras áreas para empreender, avalia o professor Jorge Felix, que dá aulas de economia e finanças para a gerontologia na Universidade de São Paulo (USP) e também estará neste Sem Censura

Primeiro pesquisador a estudar a economia da longevidade no país, Jorge publicou o livro “Economia da longevidade – o envelhecimento populacional muito além da previdência”, que oferece uma abordagem enriquecedora para diferentes áreas profissionais.

O Sem Censura está em horário especial de verão e começa às 18h. Até lá!