Masvidal acerta joelhada voadora, bate Ben Askren e anota nocaute mais rápido da história do UFC
combate

Masvidal acerta joelhada voadora, bate Ben Askren e anota nocaute mais rápido da história do UFC

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

Jorge Masvidal anotou o nocaute mais rápido da história do Ultimate, neste sábado, pelo card principal do UFC 239, em Las Vegas, nos Estados Unidos. "Gamebred" acertou uma joelhada voadora em cheio no rosto do adversário - até então invicto em 19 lutas de MMA - e o "apagou" com incríveis cinco segundos de luta. Foi o nocaute mais rápido da história da organização.

- Eu quero agradecer por essa jornada que tem sido incrível. Quero agradecer aos meus treinadores da American Top Team, à minha mulher e aos meus filhos. Eu realmente queria bater no Askren por toda a luta, mas aconteceu isso e foi maravilhoso. Não vou falar nada do meu adversário porque se você não tem o que falar, é melhor ficar quieto. Ele é um idiota. Eu tinha que mostrar para ele que existe consequências para as coisas que você fala. Estou indo para este título, vocês sabem quem merece esse título. Não estou aqui para provocar ninguém, mas para mostrar dentro do octógono.

Quando o árbitro central autorizou o início do combate, Masvidal se encostou na grade. Em seguida, ele disparou em direção a Ben Askren. Quando o adversário se curvou para agarrar suas pernas, "Gamebred" soltou uma fortíssima joelhada voadora, que "desligou" o adversário imediatamente. Após o nocaute, Masvidal - mesmo com o oponente apagado - vociferou algumas palavras. Em seguida, festejou a vitória e "imitou" Askren ao cair duro no chão do octógono.

Masvidal assinalou a 34ª vitória de sua carreira - a 15ª por nocaute. Ele, que havia derrotado Darren Till pela via rápida, emplacou o segundo triunfo consecutivo. Ben Askren, por sua vez, jamais havia sido superado em suas 19 lutas de MMA. Em sua estreia no Ultimate, em março deste ano, finalizou Robbie Lawler no UFC 235, no round inicial.

Blachowicz atropela Rockhold com belo nocaute

Ex-campeão dos médios, Luke Rockhold subiu para o peso-meio-pesado. E a estreia na nova divisão foi amarga. O americano foi atropelado por Jan Blachowicz, que o nocauteou a 1m39s do segundo round.

- Espero que essa vitória me coloque no topo, O Rockhold pediu para lutar pelo título, caso me vencesse, então, como eu o venci, quem sabe? - declarou.

Luke Rokchold começou a luta catando as pernas de Blachwociz para buscar a queda. E ficou nesta tentativa durante mais da metade do round - em vão. Frustrado e visivelmente desgastado, o americano reduziu o ritmo e foi acertado pelo oponente que, no fim do assalto, o balançou com um chute alto.

No segundo round, Rockhold avançou em direção a Blachwovicz, mas foi rechaçado. Mas o polonês não tardaria a definir o confronto. Com uma bomba de canhota, derrubou o ex-campeão do peso-médio, que ainda levou dois golpes antes da interrupção do árbitro.

Chiesa domina Sanchez e vence nos pontos

Foi um monólogo - tanto que dá para resumir os três rounds da luta entre Michael Chiesa e Diego Sanchez em poucas linhas. Chiesa dominou os 15 minutos combate, controlou o adversário no chão e venceu por decisão unânime dos jurados (triplo 30-26), no duelo de abertura do card principal.

Chiesa, que ficou perto de finalizar diversas vezes, esbarrou no bom jiu-jítsu de Sanchez, que é faixa-preta na arte suave. O veterano se limitou a bloquear as investidas de "Maverick", soberano durante o combate e dono de uma atuação tranquila, sem sustos.

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Jon Jones x Thiago Marreta
Peso-galo: Amanda Nunes x Holly Holm
Jorge Masvidal venceu Ben Askren por nocaute aos 5s do R1
Jan Blachowicz venceu Luke Rockhold por nocaute a 1m39s do R2
Michael Chiesa venceu Diego Sanchez por decisão unânime (triplo 30-26)
CARD PRELIMINAR
Arnold Allen venceu Gilbert Melendez por decisão unânime (triplo 30-27)
Marlon Vera venceu Nohelin Hernandez por finalização aos 3m25s do R2
Cláudia Gadelha venceu Randa Markos por decisão unânime (triplo 30-27)
Song Yadong venceu Alejandro Perez por nocaute aos 2m04s do R1
Edmen Shahbazyan venceu Jack Marshman por finalização a 1m12s do R1
Chance Rencountre venceu Ismail Naurdiev por decisão unânime (29-27, 29-28 e 30-27)
Julia Avila venceu Pannie Kianzad na decisão unânime (30-27, 30-26 e 30-26)

Assine o Combate Play e assista ao Combate em qualquer lugar