Cidadania

Haitianos barrados na fronteira com o Peru são obrigados a se instalar em cidade do Acre

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

Mais de 300 haitianos estão na cidade acreana de Assis Brasil, que faz fronteira com o Peru e com a Bolívia. Eles vieram de várias partes do país e tentam voltar para o país de origem; mas, foram barrados pela polícia peruana.

 

Os migrantes estão alojados em uma escola, recebendo mantimentos da prefeitura de Assis Brasil; e sendo atendidos pelo governo do Acre.

 

O governador Gladson Cameli solicitou apoio ao Exército para evitar que o coronavírus se alastre na região; e pediu ainda que seja ampliada a fiscalização sanitária que vem sendo realizada nos aeroportos de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

 

Equipes do Grupamento Especial de Fronteira no Acre e do Corpo de Bombeiros do Estado estão na ponte de Brasileia, que liga a cidade ao Departamento de Pando, na Bolívia.

 

Outra preocupação do governo é em relação à importância de fiscalizar o transporte de ribeirinhos na região do Juruá.

 

Um comitê estadual de acompanhamento especial do Covid-19 tem se reunido diariamente para sugerir e avaliar ações para conter a doença.