Free Fire Pro League 2019: dez dos times na final começaram como guildas
Campeonatos

Free Fire Pro League 2019: dez dos times na final começaram como guildas

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

A final da Free Fire Pro League 2019, que acontece no dia 20 de julho em São Paulo, terá 12 times na disputa do prêmio de R$ 35 mil e por duas vagas na próxima Free Fire World Cup. Com exceção da LOUD e da INTZ, todos os outros dez finalistas do torneio começaram como guildas e hoje atuam como profissionais no cenário. Conheça, a seguir, um pouco mais sobre os times finalistas e entenda o sistema de guildas do Battle Royale.

A Free Fire Pro League Brazil é o primeiro campeonato oficial do Battle Royale da Garena no Brasil. A decisão da competição acontece no próximo sábado a partir das 14h, nos Estúdios Quanta, em São Paulo, e os ingressos já estão esgotados. Os jogos também serão transmitidos ao vivo nos canais oficiais do Free Fire no YouTube e Facebook.

Conheça a LOUD, equipe brasileira de Free Fire lançada por PlayHard

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que são guildas?

O sistema de guildas organiza os jogadores em grupos que têm objetivos comuns, e o sucesso de cada equipe depende da cooperação e do trabalho em equipe. Além desse interesse coletivo dentro do jogo, os players podem fazer parte de uma guilda para melhorar seu desempenho individual e fazer novas amizades.

Teoricamente, cada participante da equipe tem uma função dentro do grupo focada nas habilidades do jogador. Assim, a formação explora os pontos fortes de cada um em benefício da equipe. A relevância da guilda está associada à evolução e comprometimento da equipe, já que as partidas entre as guildas costumam ser organizadas e os membros já estão acostumados a jogar entre si. O sistema de guildas é tão organizado que pode levar um elenco de jogadores ao profissional, como aconteceu na Free Fire Pro League Brazil.

Finalistas da Free Fire Pro League

Com exceção da LOUD e da INTZ, todos os finalistas da segunda edição da Free Fire Pro League Brazil 2019 começaram como guildas. Portanto, Brabox, Ryze United, Warriors Line, Stars, Lendários, New X, Ice Death, AJAX, Vivo Keyd e RED Canids entraram no campeonato com players que já jogavam juntos anteriormente.

Em um campeonato equilibrado, o contraste na pontuação ocorre mais por número de kills. As equipes que se mantiveram na liderança dos grupos A, B e C foram a Stars (com 1.780 pontos por abates e 2.245 pontos ranqueados, 4.045 pontos no total) a Brabox Team (com 560 pontos por abates, 765 pontos ranqueados e 3.145 no total) e a New X (com 3615 pontos no total). As outras equipes são Lendários (2.495 pontos) e LOUD (2.480 pontos), do grupo A; RyZe United (2.745 pontos) e Warriors LINE (2.415 pontos), do grupo B; e Ice Death (2.435) e Los Grandes (2.305), do grupo C.

RED Canids e a Vivo Keyd foram classificadas para o torneio através da primeira temporada do Free Fire Pro League 2019. A Red Canids levou o primeiro lugar na edição passada, mas ficou em décimo no primeiro campeonato mundial que aconteceu em abril desse ano, na Tailândia. Já a Vivo Keyd, além de garantir o sexto lugar na competição internacional ainda como GPS Veteranos, teve o player Ariano "Kroonos" Ferreira eleito como o MVP (Most Valuable Player) do torneio mundial. Agora as equipes recebem mais uma chance de representar o Brasil em um torneio internacional.

Via Free Fire Pro League, Psychology of Games, Twitter Vivo Keyd, World Cup FF

Free Fire processado pelo PUBG? Entenda caso no Fórum TechTudo