Local atingido por bombardeio durante invasão da Ucrânia pela Rússia
© MARIA AVDEEVA
Internacional

Fotógrafo ucraniano e colaborador da Reuters morre na Ucrânia

O corpo de Maksim Levin foi encontrado em uma vila ao norte de Kiev


Publicado em 02 de Abril de 2022 às 16:26 Por Elizabeth Piper - Reuters - Lviv (Ucrânia) (Ver Fonte)

Maksim Levin, fotógrafo e cinegrafista que trabalhava para um site de notícias ucraniano e era colaborador de longa data da Reuters, foi morto enquanto cobria a invasão russa da Ucrânia. Levin deixa esposa e quatro filhos.

Seu corpo foi encontrado em uma vila ao norte da capital ucraniana, Kiev, em 1º de abril, informou o site de notícias LB.ua, onde ele trabalhava, no sábado.

Levin, nascido em 1981, era um documentarista que contribuía para a cobertura da Reuters sobre o país desde 2013.

Ele trabalhava no vilarejo de Huta Mezhyhirska, em uma área onde havia bombardeios pesados.

O gabinete do procurador-geral da Ucrânia disse que Levin foi "morto por militares das Forças Armadas Russas com dois tiros de armas pequenas". A informação não pôde ser verificada de forma independente.

John Pullman, editor de imagem global da Reuters, disse: "Estamos profundamente tristes com a notícia da morte do colaborador de longa data da Reuters Maksim Levin na Ucrânia."

 

*É proibida a reprodução deste conteúdo