Cidadania

Denúncias de violência doméstica pelo Disque 180 aumentam durante pandemia

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

Entre os dias 17 e 25 deste mês, o disque 180 recebeu 3,3 mil denúncias de violência doméstica contra mulheres no Brasil. Um aumento de quase 10% em relação à primeira quinzena de março.


Para muitas mulheres e crianças, o lar pode ser um lugar de medo e abuso. Pensando nisso, o Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos reforçou os meios que ajudam as mulheres a denunciar durante o período de isolamento social provocado pelo coronavírus.


A preocupação com as mulheres durante a quarentena é mundial. A relatora especial da ONU sobre Violência contra a Mulher, Dubravka Simonovic, alertou que medidas restritivas adotadas em todo o mundo para combater a Covid-19 intensificaram o risco de violência doméstica. Para a relatora, os governos devem defender os direitos humanos de mulheres e crianças e adotar ações urgentes para as vítimas deste tipo de violência.


No Distrito Federal, a secretaria local lançou campanha com o slogan “Mulher, você não está só”. A campanha informa que mesmo no isolamento as mulheres não estão sozinhas, e podem contar com atendimentos emergenciais e teleatendimento.


É importante destacar ainda que as casas de abrigo estão funcionando normalmente em todo o país.


O Disque 180 ou Disque 100 funciona 24 horas por dia, os 7 dias da semana, e a ligação é de graça.


Lembrando que não apenas a vítima de violência pode fazer a denúncia. Se você ouvir ou presenciar algo suspeito, deve, sim, meter a colher na briga do casal e fazer a denúncia.