Tecnologia

Conheça o trabalho dos pesquisadores brasileiros na nova Estação Comandante Ferraz

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Á VENDA: Este portal de notícias pode ser seu. Entre em contato

Na Ilha do Rei George, na Antártica, militares da Marinha fazem os últimos ajustes para a reinauguração da Estação Comandante ferraz. O novo centro de pesquisas do Brasil tem 17 laboratórios e pode hospedar 64 pessoas.

 

O governo federal investiu cerca de 100 milhões de dolares na reconstrução da estação. O projeto de engenharia da Comandante Ferraz foi desenvolvido para reduzir os impactos ambientais. Trinta por cento da energia consumida no centro de pesquisa vem de energia renovável produzida por placas solares e por uma mini usina eólica instalada no local.

 

Outro detalhe que chama a atenção é que o calor que os geradores de energia emitem ao invés de ser lançado para o ar é canalizado para aquecer a usina, como explica o capitão-tenente Christovam Chaves, que é engenheiro da Marinha.

 

Luiz Rosa, que é professor de microbiologia da Universidade Federal de Minas Gerais, é um dos primeiros pesquisadores que vão utilizar as novas instalações da Estação Comandante Ferraz. Ele estuda fungos que são encontrados apenas no Polo Sul. Segundo o professor Luiz Rosa, a pesquisa pode ajudar no desenvolvimento de novos antibíoticos que poderão ser usados para tratar doenças como dengue e chicungunya.


O Brasil faz parte de um seleto grupo de 29 países que possuem estações científicas na Antártica. Esta presença é muito importante porque, de acordo com o Tratado Antártico, só quem desenvolve pesquisas na região poderá definir o futuro do continente gelado. O professor de biologia da Universidade de Brasília, Paulo Câmara, que vai trabalhar na Estação Comandante Ferraz, diz que participar do futuro da Antártica é fundamental devido à rica biodiversidade do local e das grandes reservas de minérios.
 

A Estação Comandante Ferraz vai ser reinaugurada nesta terça feira (14). A cerimônia vai ser transmitida ao vivo pela TV Brasil, pela Rede Nacional de Rádio e pelas redes sociais da EBC.