Como o Nubank ganha dinheiro? Veja cinco curiosidades sobre o cartão
Produtividade

Como o Nubank ganha dinheiro? Veja cinco curiosidades sobre o cartão

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

O Nubank é a empresa responsável pelo cartão de crédito roxo que ganhou fama entre os jovens por conta de suas facilidades e benefícios. A proposta da startup em ser um serviço inteiramente digital já fez com que 1 milhão de toneladas de papel fossem economizadas, de acordo com a companhia. Isso é possível devido à ausência de agências físicas e ao uso de celulares Android ou iPhone (iOS), para que o cliente consulte suas faturas e realize outras ações relacionadas ao serviço. Pioneira no segmento de cartões de crédito digitais, a fintech (como são chamadas as instituições que usam a tecnologia para inovar o sistema financeiro) chama atenção e levanta algumas curiosidades nos consumidores, como a fonte de receita da empresa.

Como ela não cobra tarifas de seus clientes, acaba por gerar lucro de formas alternativas, como a partir da taxa “interchange”. Novos produtos da startup, como o Nubank Rewards e a função de débito atrelada ao cartão de crédito também geram interesse sobre seus funcionamentos. A seguir, confira as c principais curiosidades sobre o cartão Nubank, que foram listadas pelo TechTudo.

Como ativar a segunda via do cartão Nubank

1. Como o Nubank ganha dinheiro?

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Um dos grandes apelos do Nubank ao público é o de que a instituição financeira não cobra anuidade nem taxas de manutenção de quem deseja usufruir do serviço. A principal fonte de receita da empresa é a chamada “interchange”. Quando um cliente realiza uma despesa no cartão de crédito, o lojista paga uma taxa pela transação, que é cerca de 5% do valor da compra. Essa quantia é dividida em três partes: uma parcela vai para a empresa por trás da maquininha, outra para a bandeira do cartão de crédito e a última para o Nubank.

Outros ganhos do Nubank estão relacionados aos juros que são cobrados quando um cliente atrasa ou financia a fatura do cartão de crédito — de acordo com a cofundadora da empresa, essa é uma pequena parcela do faturamento da startup. Há também a tarifa paga por clientes que desejam fazer parte do programa de benefícios, o Nubank Rewards. Porém, essa adesão é opcional e o valor pago se converte em benefícios para o consumidor.

2. Por que o Nubank é uma das empresas mais inovadoras da América Latina?

A revista americana Fast Company elegeu o Nubank como uma das empresas mais inovadoras da América Latina em 2018 — e a mais inovadora no Brasil. A justificativa é que o banco digital vai contra as altas taxas cobradas por outras instituições quando o assunto é cartão de crédito, uma vez que não cobra anuidade e nem tarifas mensais de seus clientes. A acessibilidade ao serviço também ajudou na conquista do prêmio, já que não existem agências físicas e os serviços do Nubank devem ser utilizados a partir de um smartphone (Android ou iOS) pelo cliente — característica que, segundo o site da empresa, ajudou a economizar 1 milhão de toneladas de papel que seriam usadas para a documentação de burocracias e faturas, por exemplo.

Esse tipo de serviço foi pioneiro no Brasil e ressaltou o diferencial do Nubank em relação aos bancos tradicionais. De acordo com a empresa, são mais de 6 milhões de clientes que utilizam os serviços oferecidos pela companhia.

3. O que é Nubank Rewards?

Clientes da startup financeira podem optar por pagar uma tarifa e participar do programa de pontos vinculado ao cartão Nubank. Com ele, cada R$ 1 gasto vira um ponto, que pode ser usado como desconto na fatura de compras realizadas em serviços digitais que possuem parceria com a empresa, como Netflix e Uber. Os pontos acumulados pelo cliente nunca expiram e também podem ser usados para “apagar” valores de compras de diárias de hotéis e de passagens aéreas da fatura.

Para que os descontos ocorram, é necessário que o cliente tenha pontos acumulados suficientes para descontar o valor total da compra, e não apenas de uma parcela. Uma mensalidade da Netflix, por exemplo, demanda 2600 pontos para que seja retirada da fatura — o que é equivalente a um gasto médio de R$ 217 na fatura do cartão. Por esse motivo, entrar no programa só vale a pena para quem possui gastos mensais com o cartão acima de determinados valores. Para participar do Nubank Rewards, o usuário deve pagar a assinatura no valor de R$ 19 ao mês ou R$ 190 ao ano.

4. Como usar a função de débito no Nubank?

Ao ingressar no mercado brasileiro, a Nubank oferecia um único produto: o cartão de crédito digital. Com o avanço e popularidade da fintech, os serviços se expandiram e, desde 2018, a startup também oferece a NuConta, uma conta digital e gratuita na qual o usuário pode aplicar seu dinheiro para fazê-lo render aos moldes de uma poupança.

Os benefícios da NuConta são parecidos com aqueles ofertados ao cartão de crédito digital: é possível controlar as suas despesas por meio do aplicativo, não há anuidade ou taxa de manutenção para manter o serviço e o usuário pode realizar transferências ilimitadas para todos os bancos sem custos. Por meio da NuConta, também é possível solicitar a função de débito para um cartão Nubank já existente. O novo recurso está sendo testado e exige que o usuário do Nubank solicite o serviço e entre em uma fila de espera. Ao receber o convite, ele deve desbloquear a função no aplicativo Nubank, disponível para celulares Android e iPhone (iOS).

5. Como o Nubank oferece um serviço seguro?

Por ser um serviço totalmente controlado a partir do celular do cliente, muitos usuários podem se sentir desconfiados ao usar o produto. É importante ressaltar que o cartão segue as legislações impostas pelo Banco Central do Brasil. Além disso, a startup garante que a privacidade de informações é uma das prioridades da empresa, que usa criptografia de alto nível para garantir a proteção de dados e transações dos clientes.

Alguns cuidados básicos por parte do usuário também podem ser providenciados para evitar dores de cabeça: o download do app deve ser feito apenas por meio de fontes oficiais, como no site do NuBank ou em lojas oficiais como a Google Play Store e a App Store. Além disso, nunca envie dados por meio de SMS, evite usar serviços bancários em redes de Wi-Fi públicas e mantenha o seu dispositivo atualizado e com um antivírus instalado.

Cartão de crédito digital vira febre no Brasil: vale a pena ter um? Veja no Fórum do TechTudo.