Análise: como Cuca foi decisivo para o São Paulo chegar à final do Paulistão após 16 anos
são paulo

Análise: como Cuca foi decisivo para o São Paulo chegar à final do Paulistão após 16 anos

  • Compartilhar
  • Compartilhar
  • Compartilhar

Quer receber notíticas em tempo real? Curta o Notícia Plus

É inegável a participação de Vagner Mancini na ascensão que levou o São Paulo à final do Paulistão. Mas a estreia de Cuca no clássico com o Palmeiras, no último domingo, foi o fato novo que a equipe precisava para confirmar o bom momento e voltar a uma decisão estadual depois de 16 anos – em 2005, o clube foi campeão nos pontos corridos.

Tecnicamente, o Palmeiras continua sendo melhor que o São Paulo. Mas o Tricolor mostrou melhor preparo psicológico para o duelo decisivo. E Cuca foi fundamental nisso. Em vários aspectos... Tanto que o elenco chegou forte para a decisão nos pênaltis após empate por 0 a 0 no tempo normal.

Seja contra Corinthians ou Santos (os dois rivais disputam a outra semifinal nesta segunda-feira), o Tricolor vai fortalecido para a decisão. Algo que não passava pela cabeça de nenhum são-paulino após um começo de ano com fracasso na Libertadores, demissão de treinador e protestos.

+ Atuações: vejas as notas dos jogadores

Veja abaixo, então, os pontos positivos de Cuca:

Atuação nos bastidores

Antes mesmo de assumir o comando técnico do São Paulo, no último dia 1º de abril, Cuca estava em contato diário com a diretoria e com o coordenador técnico Vagner Mancini para entender e vivenciar, mesmo de longe, o dia a dia do Tricolor. Quando chegou, portanto, já sabia o que teria.

Reintegração de Jean

O técnico teve papel importante no retorno do goleiro depois de período afastado por indisciplina (briga com Mancini). Após deixar claro que ele precisava pedir desculpas, Cuca promoveu a volta de Jean e mostrou controle do elenco. Na decisão com o Palmeiras, Jean ajudou Volpi nos pênaltis.

+ Veja como foi a tarde de herói do goleiro Tiago

Superação de obstáculos

Cuca assumiu o comando no meio de uma semifinal de Paulistão e com desfalques importantes, como Hernanes e Pablo, as duas principais contratações para 2019. E mesmo assim, o técnico encontrou uma maneira de jogar de igual para igual contra o forte Palmeiras. E classificou.

Apoio aos mais jovens

Luan, Liziero, Igor Gomes e Antony. O quarteto formado nas categorias de base do Tricolor recebeu conselhos importantes do técnico Cuca antes da partida decisiva contra o Palmeiras. O treinador falou com todos eles sobre a importância do jogo, mas também jogou a responsabilidade ao rival.

Aquele mistério...

E com Cuca não poderia faltar uma pitada de mistério e jogo de cena. Apesar de Pablo não ter condições de jogo, o técnico relacionou o atacante. Além disso, no dia da partida, as redes sociais do clube divulgaram fotos de Hernanes entrando no ônibus, chegando ao estádio... Mas o Profeta não está liberado pelo departamento médico. Ele ficou na arquibancada fazendo "profecia".

+ SEJA SÓCIO TORCEDOR! Ganhe vantagens exclusivas e ajude o São Paulo a ser ainda maior. Clique aqui e se cadastre